Áreas de Atuação

A formação do Engenheiro de Pesca tem por objetivo dotar o profissional de conhecimentos para atuar na área de Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca, em campos específicos de atuação, quanto ao aproveitamento e manejo dos recursos naturais aquáticos; ao cultivo e utilização sustentável das riquezas biológicas dos mares, ambientes estuarinos e águas interiores; à pesca e ao beneficiamento do pescado; à ecologia e à sustentabilidade ambiental.

O exercício das atividades profissionais do Engenheiro de Pesca está regulamentado pelo Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CONFEA), através da ResoluçãoNo218, de 29 de junho de 1973; Resolução No279, de 15 de junho de 1983; e Resolução No 1.010, de 22 de agosto de 2005.

Cabe ao Engenheiro de Pesca as funções de ensino, pesquisa, extensão, supervisão, planejamento, coordenação e execução de atividades integradas para o aproveitamento dos recursos naturais aquícolas, o cultivo e a exploração sustentável de recursos pesqueiros marinhos, fluviais e lacustres e sua industrialização.